Quem sou eu

Minha foto
Nascido em 06 de junho de 1974, tendo um encontro com Cristo aos 15 anos de idade,desde então militando em prol do crescimento do Reino de Deus.Dedicado pai, esposo e amigo, milita no serviço ativo da PMPI desde 1994,onde alcançou a patente de 1º SgtPm,casado com a Sra.Carmiranda, desta união abençoada nasceram-lhes dois filhos Adiel e Abdiel, atualmente envolvido com o trabalho missionário da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado do Piauí e estudante de teologia(Bacharel) .
Loading...

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Nomes e Símbolos do Espírito Santo






  Leitura Bíblica em Classe:
João 14: 16-17 e 16: 6,13-15

Verdade prática:

A pluralidade dos nomes e símbolos do Espírito Santo revela sua divindade, obra e ministério na vida da igreja de Cristo.

Texto Áureo:
E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. ( Mateus 3. 16 ).
Introdução

Na segunda lição deste trimestre estudaremos os nomes e os símbolos do Espírito Santo, o nosso Divino Consolador. Os nomes e símbolos do Espírito de Deus nos revelam sua Divindade, Obra, Ministério, Caráter e Personalidade.


I – Nomes e Simbologia Bíblica

Os vários nomes e títulos dados ao Espírito Santo na Bíblia revelam muito em relação a Seu caráter, obra e ministério. Na Bíblia Sagrada, os nomes de pessoas, lugares e coisas possuem grande ligação com o agir de Deus e acontecimentos da vida do povo de Deus; os nomes foram escolhidos por motivo de seu significado. Pode-se aprender muito pelo estudo dos nomes na Bíblia Sagrada. Por exemplo:

Abraão significa "pai de muitos", e foi dado a Abrão por Deus quando lhe prometeu numerosa descendência.

Na batalha de Afeca, Israel foi derrotado pelos filisteus, perdendo trinta mil soldados; os dois filhos de Eli, Ofní e Finéias foram mortos; a arca de Deus foi levada pelos filisteus; e quando estas notícias chegaram à esposa de Finéias, ela faleceu ao dar a luz a uma criança, a quem deu o nome de Icabô logo antes de falecer. Este nome significa "sem glória", demonstrando assim que a glória de Deus havia saído de Israel. (1 Samuel 4:21).

Os nomes, no Antigo Testamento, apontavam para o caráter da pessoa, por isso, o nome do Senhor não poderia ser tomado em vão (Ex. 20.7).

O conhecimento dos nomes do Espírito Santo, revelados nas Escrituras, é fundamental para que tenhamos uma melhor compreensão de quem Ele é: Pai, Filho e Espírito Santo.

Um símbolo, por sua vez, quer dizer figura, emblema, imagem, sinal, representação abreviada de um elemento, pessoa ou país. Os símbolos do Espírito santo também são arquétipos, ou seja, é uma personagem, tema e/ou símbolo comum a várias culturas. O Pr. Elienai Cabral ao comentar a lição da EBD, sobre os símbolos bíblicos, alerta aos estudantes usando a seguinte expressão:

A Palavra de Deus é rica em linguagem simbólica, por isso, precisamos da hermenêutica e da exegese para termos uma compreensão real e correta do texto bíblico. Muitos por desconhecerem esta linguagem, acabam criando e atribuindo figuras e símbolos impróprios ao Espírito Santo. Para se compreender os símbolos é necessário interpretá-los dentro de seu contexto de origem.


II – Os nomes do Espírito Santo

A Bíblia Sagrada apresenta-nos o Espírito Santo como uma pessoa, assim como Deus o Pai e Deus o Filho é. Sendo o Espírito Santo a terceira pessoa da Trindade Divina também possui nome próprio. O comentarista da lição da EBD, Pr. Elienai Cabral coloca-nos que entre os hebreus o nome não era utilizado apenas para distinguir as pessoas, mas também para revelar-lhes o caráter e a índole. (Gn 25 : 26).

No decorrer de toda a Escritura Sagrada o Espírito Santo é chamado de:

1 – Espírito de Deus (Gn 1 ; 2)
2 – Espírito de Cristo (I Pe 1 : 11 )
3 – Espírito Santo (Is 51: 11; Ef. 1: 13 ; 4 :30)
4 – Espírito de Vida (Rm 8: 2)
5 – Espírito de Adoção (Rm 8; 15)
6 – Espírito Eterno (Hb 9: 14)
7 – Espírito de Graça (Zc 12: 10)
8 – Consolador (Jo. 14: 16)

Os vários nomes do Espírito Santo citados na Escritura Sagrada não se referem  a uma divergência de identidade do Divino Espírito do Senhor, apenas indicam algumas funções e relações desempenhadas por ele que facilitam a compreensão e o entendimento de sua pessoa e obra.
Por exemplo:

II a - Como Ensinador ele leva o crente a toda verdade. Ajuda-nos na interpretação e compreensão correta da Palavra de Deus dando continuidade a obra iniciada por Cristo no mundo. (Mt 10: 20 ; Jo 14: 26 ; I Jo 4: 1-2).

 II b – Como Consolador ele é o nosso mediador, confortador, ajudador, advogado, conselheiro. Na literatura não-bíblica, Consolador tinha o significado técnico de um procurador que aparece no tribunal representando alguém. Dos diversos nomes atribuídos ao Espírito Santo acredito ser este o que mais revela sua obra e ministério na vida do crente, além de nos guiar em toda a verdade de Deus e nos fazer lembrar de tudo o que Cristo disse, ele é o nosso ajudador e companheiro. (Jo. 14: 16 ,26 e 15: 26)

 

III – Os Símbolos do Espírito Santo

No tocante aos símbolos do Espírito Santo vamos enfatizar apenas três deles os quais são o Fogo, a Água e o Selo. A Luz da Bíblia o que significam os símbolos do Espírito Santo? O que eles representam?

Como já foi colocado a simbologia usada para descrever certas características do Espírito Santo, se entendida e aplicada de maneira correta, pode auxiliar-nos a entender melhor o Espírito santo. Então vejamos alguns destes símbolos:

III a – Fogo

No meio pentecostal, talvez este seja um dos símbolos mais populares para representar o Espírito Santo. Mas o que é fogo? O substantivo grego “pur” (fogo) é usado, além do seu significado natural, para a Santidade de Deus que consome tudo o que é contrário a ela. (Hb 10: 27; 12: 29; Apc 1: 14; 2: 18; 10: 1; 15: 2), etc...

O Espírito Santo como fogo na vida do crente significa:

1 – Revestimento de poder (Lc 3: 16)
2 – A Santidade de Deus (Hb 12: 29; Êx 3: 2; Is 4: 4)
3 – Purificação (Is 6: 1-7; Jó 23: 10)
4 – Direção, pois, ilumina e guia (Êx 13: 21-22; Sl 78: 14; Gl 5: 18)
5 – Etc...

Não deixes o fogo apagar (At 2: 3; I Ts 5: 19)


III b – Água

A água representa o poder e o refrigério sustentador da vida. Tamanha é a importância da água para o consumo  e utilização que pelo menos dois terços do globo foram reservados por Deus para armazená-la.

O Espírito Santo como água pode vir:

1 – Como chuva abundante (Is 55: 10; At 2: 33; I Pe 1: 12).
2 – Como fonte de água ilimitada (Jo 4: 14)
3 – Como elemento de fertilização e prosperidade (Is 44: 3)
4 – Como fonte vital para a vida (Rm 8: 10; I Co 12: 3)
5 – Etc...


III c – Selo

O que é um selo?
O Túmulo de Cristo recebeu o selo romano. ( Mt 27: 66).O Selo era símbolo da autoridade governamental e ninguém podia violá-lo. Retirar ou romper o selo se constituía uma afronta contra o próprio governo e resultaria em severas penalidades.Atualmente o selo ainda representa a autoridade da instituição que o possui, como também pode ser, além de carimbos em documentos oficiais, uma marca que serve como selo de propriedade e identifica algo, alguém e alguma coisa como pertencente a um Senhor.

O Espírito Santo como selo na vida do crente significa:

1 – O Crente é propriedade de Deus (Rm 8: 9)
2 – O Crente é preservado por Deus ( I Jo 5: 18)
3 – Prova definitiva de que o crente pertence a Deus (Ef 1: 13)
4 – Etc...

Conclusão: Os nomes e símbolos do Espírito de Deus nos revelam sua Divindade, Obra, Ministério, Caráter e Personalidade. A simbologia paracletológica está fundamentada na Bíblia. O pentecostalismo tradicional ou clássico subordina-se para conhecer melhor o Espírito Santo a revelação que as Escrituras fazem acerca desta terceira pessoa da Trindade através, não somente de seus nomes, mas de seus símbolos, somente assim, aprendemos mais sobre a sua obra e seu caráter. O Espírito Santo habita em nós, vivamos, portanto uma vida de santidade agradando ao Senhor e ao seu Santo Espírito

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário