Quem sou eu

Minha foto
Nascido em 06 de junho de 1974, tendo um encontro com Cristo aos 15 anos de idade,desde então militando em prol do crescimento do Reino de Deus.Dedicado pai, esposo e amigo, milita no serviço ativo da PMPI desde 1994,onde alcançou a patente de 1º SgtPm,casado com a Sra.Carmiranda, desta união abençoada nasceram-lhes dois filhos Adiel e Abdiel, atualmente envolvido com o trabalho missionário da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado do Piauí e estudante de teologia(Bacharel) .
Loading...

sábado, 29 de janeiro de 2011

Sinais e Maravilhas na Igreja


"Em verdade, em verdade, vos digo: He that believeth on Me, the works that I do Aquele que crê em Mim, as obras que eu faço shall he do also; and greater works thanfará também, e maiores obras do que estas shall he do; because I go unto My Father." fará, porque eu vou para meu Pai ".John 14:12 João 14:12
Verdade Prática: A igreja missionária e evangelizadora jamais deixará de operar milagres e prodígios, pois o Deus do impossível tem um sério compromisso com aqueles que proclamam as Boas Novas. (Revista Jovens e Adultos- Lição 5,datada de 30/01/2011).
Em Hebreus 2: 4, que é o texto áureo da Lição Jovens e Adultos de 30/01/2011, está escrito que Deus testificou com os que ouviram a Palavra da Salvação por meio de quatro pilares espirituais, sendo assim, é necessário definir inicialmente alguns termos:
1-Deus testificou por meio de sinais;

No Novo Testamento, a palavra sinal é semeion, e diz respeito a algo que marca ou distingue. A utilização desse termo é geralmente associada a milagres. Os sinais são vistos como uma verificação ou indicador de uma verdade. (PbJoséRobertoA.Barbosa)
2-Deus testificou por meio de milagres;
Um milagre é a ocorrência de qualquer evento aparentemente contraditório e inexplicável by the laws of science, and usually attributed to God. pelas leis da ciência, e geralmente atribuída a Deus. Milagres não são para produzir assombro, nem servem para promover a pessoa que Deus usa. Eles também não são 'mágica' ou outro tipo de sugestão paranormal. Ao contrario, eles são sinais e evidências da presença de Deus, e são belos sinais de Sua compaixão para com aqueles que estão sofrendo ou estão cativos de demônios. Os milagres apontam para a Cruz e para o poder de Jesus, Atos 5.12-14.
3-Deus testificou por meio de várias maravilhas e;
Maravilhas - do gr ‘terás, ‘algo estranho’, que leva o observador a se maravilhar, sempre é usado no plural e geralmente depois do termo ‘semeia’, ‘sinais’). Em At 2.19, teras aparece sozinho (prodígios). O sinal tem o propósito de apelar para o entendimento, a ‘maravilha’ apela para a imaginação, o poder (dunamis) indica que a sua fonte é sobrenatural.      ( http://auxilioebd.blogspot.com).
4-Deus testificou por meio dos Dons do Espírito Santo
Nos textos de 1Co 12.7-11, Ef 4.11-12 e 1Pe 4.10,11 está revelado que o Espírito Santo concede aos crentes habilidades sobrenaturais para que a igreja possa cumprir a sua missão no mundo até a volta de Jesus Cristo. A relação dos dons espirituais é enorme: profecia, ensino, cura, hospitalidade, milagres, sabedoria, socorro, generosidade, etc. (1Co 12.4-11, 28-30; Rm 12.6-8; Ef 4.11; 1Pe 4.9,10). Dentre os dons espirituais, há um grupo de dons especiais que são destinados a autenticar diante dos incrédulos a mensagem do evangelho de Cristo, chamados de dons extraordinários - os dons de milagres, cura, exorcismo, profecia, línguas e interpretação. Sinais e maravilhas são de suma importância para a pregação do Evangelho. .( http://auxilioebd.blogspot.com).

DEFINIDO ESTES TERMOS LHES CONVIDO PARA VISITARMOS O TEMPLO DE JERUSALÉM
O Templo de Salomão
O Templo de Salomão foi o primeiro Templo em Jerusalém, construído no século XI AC, e funcionou como um local de culto religioso judaico central para a adoração e os sacrifícios conhecidos como korbanot. (II Sm 7:1-16; 24:24, 25; I Rs 5:3-5; 7:51; 8:17; I Cr 17:1-14; 21:24, 25; 22:6-10;22:14; 29:3-7; II Cr 5:1).
Os templos antigos seguiam dois tipos de arquitetura:
 1- A do Eixo Direto
 Este tipo de arquitetura permitia à pessoa entrar em uma linha direta do altar para o santuário interno.
2- A do Eixo Curvado
Este tipo de arquitetura requeria uma curva de noventa graus entre o altar e o lugar onde a divindade estava.

Postei esta imagem para termos uma visão geográfica das imediações do Templo


No modelo arquitetônico do “eixo direto” a porta pela qual se entrava no santuário era retangular e poderia daí seguir-se a uma parede pequena ou longa. O templo de Salomão era do tipo “eixo direto”, mas a singularidade do estilo dele estava em que o santuário era quadrado e não retangular.O templo possuía nove (09) portas. Mas o Templo ou sua arquitetura não são os assuntos que vou abordar, mas, o que aconteceu nas imediações do Templo de Jerusalém, pra ser bem preciso, na Porta chamada Formosa, na hora nona da oração, ou seja, as 15 : 00Hs

A Porta Formosa (Atos 3:1-11)

1. E PEDRO e João subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona.
2. E era trazido um varão que desde o ventre de sua mãe era coxo, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam.
3. O qual, vendo a Pedro e a João, que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola.
4. E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós.
5. E olhou para eles, esperando receber deles alguma coisa.
6. E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo o Nazareno, levanta-te e anda.
7. E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram.
8. E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus.
9. E todo o povo o viu andar e louvar a Deus;
10. E conheciam-no, pois era ele o que se assentava a pedir esmola à porta Formosa do templo; e ficaram cheios de pasmo e assombro, pelo que lhe acontecera.
11. E, apegando-se o coxo, que fora curado, a Pedro e João, todo o povo correu atônito para junto deles, ao alpendre chamado de Salomão.
Nota I: O templo tinha nove portas, que eram revestidas de ouro e prata em todos os lados, mas havia uma porta, que estava fora da casa santa e era de bronze de Corinto e muito excedia aquelas que eram apenas revestidas de ouro e prata. A magnitude das outras portas era igual em todas. Contudo, a porta de Corinto, que abria para o Oriente, em oposição À porta da própria casa santa, era muito maior, pois sua altura era 50 côvados, isto é, cerca de 30 metros, e era adornada da maneira mais rica, tendo placas mais ricas e mais grossas de prata e ouro que as outras. Esta última é, provavelmente, a porta chamada Formosa, porque era no exterior do templo, para a qual havia fácil acesso e visto que era, evidentemente, a de maior valor. (Flávio Josefo).
Nota II: A Porta Formosa media 25 metros de altura por 21 de largura, era necessário o trabalho de cerca de 20 homens para abri-la. Era de metal, coberta de ouro e prata. (Pesquisa na Internet)

Lucas diz que "muitos prodígios e sinais eram feitos pelos apóstolos" (Atos 2: 43). A cura do mendigo foi uma exibição impressionante desse poder apostólico.Um homem aleijado desde o seu nascimento, um mendigo, regularmente solicitando a caridade das pessoas à porta do templo chamada Formosa.
 Entre os judeus da época, a esmola era considerada um ato de uma pessoa que ganhou o mérito religioso.  De acordo com essa tradição, os judeus chegando ao templo, muitas vezes deveriam ajudar as pessoas com uma ou duas moedas.Mendigos teriam que se posicionarem em pontos estratégicos para receberem algumas dessas esmolas.
Quando Pedro e João se aproximaram do portão, este mendigo pediu-lhes dinheiro.Mas Pedro lhe falou, dizendo: "prata ou ouro não tenho, mas o que tenho eu te dou: Em nome de Jesus Cristo de Nazaré, anda" (3:6).
Com esta atitude Pedro está enfatizando um valor muito maior do que o ouro e a prata que é o da fé em Jesus Cristo de Nazaré e intrinsecamente fazendo algumas declarações:

I- Sobre O Relacionamento Da Igreja Com Cristo
A fim de enfatizar e visualizar a relação viva dos crentes com Cristo, a Bíblia apresenta algumas figuras de linguagem, porém destacarei duas destas figuras:
Ia- O Corpo de Cristo (I Co 12: 27; Ef 1: 22-23; Cl.1: 18 e outras)
A Igreja é um Corpo composto de diversos membros, um organismo complexo, a Bíblia apresenta Jesus Cristo como o“cabeça” deste corpo (Igreja).É Ele, Jesus Cristo, quem dar vida a este corpo, vida em todos o sentidos, cada membro deste corpo recebe do cabeça seus próprios dons e ministérios, todos necessários à Obra de Deus.
Na Porta Formosa do Templo, Lucas usa a cura do deficiente físico para mostrar uma importante ligação entre Jesus e os apóstolos e por inferência com a Igreja: Os apóstolos ensinaram em nome de Jesus, eles também têm a mesma autoridade de curar.No evangelho de João 15, Jesus deixou claro:
1. Eu SOU a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.
4. Estai em mim, e eu em vós: como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.
5. Eu sou a videira, vós as varas: quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
7. Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.
O relacionamento, a comunhão com Cristo da qual desfrutavam aqueles homens foi fator essencial para o paralitico receber a cura.
 Ib - O Templo de Deus
Templo no grego – naos, refere-se ao santuário interior, o Lugar Santíssimo, onde Deus manifestava sua glória de maneira especial e localizada, existe no grego, ainda, outro termo para “templo”- hieron – indica o completo recinto do templo, com todas as suas edificações e átrios.
Em I Co 6: 19  lemos que o corpo do crente é individualmente o templo do Espírito Santo.Ora, uma vez que somos a morada de Deus, entendemos que é o espírito santo quem opera em nossas vidas pra realizar os milagres e manifestar a glória de Deus ao mundo.

II- Sobre Os Dons Espirituais Que Deus Entregou A Igreja
.Quando Pedro ofereceu a cura mendigo em nome de Jesus, ele foi imediatamente curado e ele ficou de pé.Pense no impacto que isso teve sobre todos os judeus que viram o que havia acontecido. Não havia como negar que um milagre aconteceu.Este homem tinha nascido coxo.Sem dúvida, ele pedira no portão por muitos anos e era uma figura conhecida.Agora, ele estava em pé e pulando.
Quando Pedro e João curaram o mendigo coxo na porta do templo, eles forneceram uma confirmação pública de sua autoridade para curar, sob a autoridade e poder do nome de Jesus, no evangelho de Marcos 16 está escrito:
17. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
18. Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.
Os Dons do Espírito Santo foram distribuídos à igreja, para auxiliá-la na propagação do evangelho. Desde a época da igreja primitiva os Dons do Espírito Santo tem acompanhado os crentes, os Dons do Espírito Santo são atuais, retrospectivamente, note nas palavras de Pedro em Atos 2: 39 a extensão e alcance da promessa da efusão do Espírito Santo:
“Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe: a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.”
O Pastor Raimundo de Oliveira, pelo qual tive a honra de ser pastoreado, em seu livro “As grandes Doutrinas da Bíblia-CPAD” expõe este versículo da seguinte maneira:
a) A promessa é para vós- Os judeus ali presentes representando a nação com a qual Deus fizera a antiga aliança.
b) Para os vossos filhos- Os que existiam na época e para as gerações futuras.
c) A todos que estão longe- isto é, apara todos quanto Deus chamar, para todos, universalmente, para os gentios e para qualquer individuo que responda à chamada de Deus, através do Evangelho para a salvação em Cristo
Esta promessa indica que esta gloriosa experiência com o Espírito Santo foi designada por Deus para todos os crentes, desde o dia de pentecostes até o fim da presente dispensação.
O enchimento do Espírito Santo, assinalado pelo falar em outras línguas, como aconteceu no dia de Pentecostes, deveria ser o modelo para essa experiência, para qualquer indivíduo, através da dispensação da igreja.
O que foi exposto pelo estimado Pastor Raimundo de Oliveira nos impulsiona para um terceiro tópico:
III- Sobre O Papel Da Igreja No Mundo
A razão de ser, existir e agir da igreja na terra é ministra em nome de Jesus Cristo ao mundo. No meu ponto de vista as principais ocupações, ministrações da igreja, em síntese, são:
a)- Propagar o evangelho de Cristo ao mundo(Mt 28:18-20)
18. E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.
19. Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
20. Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém

b)- Testemunhar da verdade e tornar conhecida a multiforme Sabedoria de Deus(Ef 3:6-10 e I Tm 3:14-15)
Èfesios
6. A saber, que os gentios são co-herdeiros, e de um mesmo corpo, e participantes da promessa em Cristo pelo evangelho;
7. Do qual fui feito ministro, pelo dom da graça de Deus, que me foi dado segundo a operação do seu poder.
8. A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo.
9. E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou;
10. Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus,
 Timóteo
14. Escrevo-te estas coisas, esperando ir ver-te bem depressa;
15. Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja de Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade.
c)-Glorificar e exaltar a Deus(Ef 3: 20-21)
20. Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera,
21. A esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém.
Conclusão:
Em Atos 3, ao paralítico foi dito para subir, e ele ficou de pé. He then went home praising God. Ele então entrou no templo louvando a Deus. Everyone who had seen the miracle was amazed and filled with awe (Luke 5:26).Todos os que tinham visto o milagre ficaram espantados e cheios de temor (Atos 3:10).Pedro toma a palavra e novamente expõe Jesus Cristo como o centro da fé cristã, com isto, ou com este acontecimento milagroso, vemos o cumprimento da profecia em Marcos 16: 17-18, encontramos também um argumento forte para a atualidade dos Dons do Espírito Santo distribuídos à igreja.Pedro usa o acontecimento, o milagre, para propagar o evangelho de Jesus Cristo, testemunhar da verdade, tornar conhecida a multiforme sabedoria de Deus, glorificar e exaltar a Deus, não em benefício próprio mas para honrar e engrandecer o nome de Deus e de Jesus Cristo.
Na conclusão da Lição 5 da revista “Jovens e Adultos” ,datada para 30/01/2011,encontramos o seguinte:
Vejamos, pois, os milagres e prodígios como oportunidades para anunciarmos o evangelho de Cristo até os confins da terra. Por acaso não agiam assim os apóstolos de Nosso Senhor? Por que , então agiríamos de outro modo? À semelhança de Pedro e João declaremos com autoridade e ousadia: “Não tenho prata, nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: Em nome de Jesus  Cristo o Nazareno, levanta-te e anda.(Atos 3:6)

Reflita Introspectivamente
I-Conta-se que São Tomás de Aquino conversava com certo Papa sobre o capitulo 3 de Atos dos Apóstolos, o Papa contabilizando as riquezas do Vaticano, envaidecido, virou-se para Tomás de Aquino e lhe disse:”Hoje Pedro não diria; não tenho ouro  e nem prata...”Ao que imediatamente Tomás de Aquino respondeu: “Tão pouco Pedro diria, em nome de Jesus levanta e anda...”

II-Os sinais e maravilhas acompanhavam com intensidade a igreja primitiva, depois do século III D.C. a freqüência destes milagres é desconhecida, no entanto a história da igreja mostra que estes sinais ainda acompanharam a igreja e homens como Lutero, Calvino, Wesley e tantos outros, no entanto, vou usar o termo antigamente, a preocupação salutar dos homens e servos de Deus era com a pregação da Palavra de Deus, muito diferente de hoje em que as pessoas estão buscando “ dente de ouro”.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Entrevista com o Pastor Odiel Lopes, Pastor Presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus na Cidade de lagoa de São Francisco- PI


Pastor Odiel Lopes


GJAP/C- O senhor é natural de onde?
Pr. Odiel - Primeiramente, a Paz do Senhor Jesus ao querido irmão Marcelo, atualmente nosso secretario de Missões. Bom, eu sou Potiguar da cidade de Apodi, porém me considero Paraense, pois fui morar na cidade de Paragominas – PA ainda criança, por tanto sou Potiguar de raiz e Paraense de coração.
GJAP/C- Há quanto tempo o senhor entregou sua vida a Cristo?Qual sua idade nesta época?
Pr. Odiel - Graças a Deus eu aceitei seguir Jesus na flor da juventude aos 15 anos de idade, mais precisamente no dia 15 de setembro de 1985.
GJAP/C- Nesta época, quais pessoas lhe deram o alimento espiritual para o seu crescimento?O senhor acredita que o trabalho destas pessoas lhe ajudou e até lhe influenciou no sentido de hoje o senhor ser Pastor?
Pr. Odiel - Tive o privilégio de aceitar Jesus com um dos pioneiros das Assembléias de Deus no Brasil, o saudoso Pr. Joaquim Pereira dos Santos, e fui discipulado pelo seu filho Pr. Joaquim Pereira dos Santos Filho. Sim, as vidas de ambos foram e ainda é um paradigma espiritual não só para mim, mais para a minha geração. Pra ser sincero não só me espelhei neles como ainda hoje me espelho no Pr. Joaquim Pereira dos Santos Filho. 
GJAP/C-Quando o senhor sentiu-se vocacionado para o Santo Ministério Pastoral?
Pr. Odiel – Bom, acredito que todo o crente compromissado com a salvação tem uma chamada ardente em seu coração para a obra de Deus, logo que aceite a Jesus como o meu Salvador já me senti chamado, e essa chamada crescia a cada dia, mas só se concretizou no ano de 1996 ano em que eu era ovelha do Pr. Nivaldo dos Anjos Silva grande mestre a quem devo muito pelos seus maravilhosos ensinamentos para mim.  
GJAP/C-Como ocorreu sua ordenação?
Pr. Odiel – Muito interessante, a igreja onde aceitei Jesus tinha na época aproximadamente 8.000 Membros e entre eles eu era um dos menores, só que quando Deus o chama nos surpreende e pela sua misericórdia eu fui o marco missionário daquela igreja o meu pastor me levou a convenção dos ministros do estado do Pará e fui logo consagrado evangelista, o segundo mais jovem da convenção Paraense. Aleluia!

GJAP/C- Uma pergunta na esfera pessoal e familiar: Quando e como o senhor conheceu sua esposa?
Pr. Odiel – Essa história daria um livro (risos). Bom, nos conhecemos no ano de 1988 por ocasião de um congresso de mocidade na igreja em que era membro, ela veio participar logo quando a vi me apaixonei mais só consegui paquerar com ela no último dia da festa, no dia seguinte ela viajou e eu não tive mais contacto com ela, mais Deus estava trabalhando e quatro longos anos depois nós nos encontramos e logo começamos um verdadeiro namoro que já dura 20 maravilhosos anos a completar no próximo dia 4 de março do corrente ano.
GJAP/C- Qual o papel de sua esposa no seu ministério?
Pr. Odiel – Fundamental, não sei o que seria de mim sem ela, dizem que ao lado de um grande homem tem uma grande mulher, eu digo diferente: na frente de um pequeno homem vai uma grande mulher e na minha frente vai a minha querida ELIENE BATISTA LOPES que me presenteou com três maravilhosos filhos: Josué Kalleb, Ruth Sara e Hadassa Rebeca.

GJAP/C- Há quanto tempo o senhor estar no Estado do Piauí?Como conheceu o Estado do Piauí?
Pr. Odiel – Estamos no Piauí a 15 Anos a completar no próximo dia 31 de agosto do corrente ano. Conheci o Piauí com o desafio de ser mais um missionário nesse maravilhoso torrão o qual tem sido para nós só benção.
GJAP/C- Qual o primeiro campo no Piauí que o senhor pastoreou?Havia dificuldades peculiares?O senhor poderia nos falar sobre estas dificuldades?
Pr. Odiel – O nosso primeiro campo foi para abrir trabalho na cidade de Caxingó – PI onde hoje existe um maravilhoso trabalho, quando fomos para abrir trabalho lá não havia nenhum crente só uma pequena sementinha num povoado distante. Sim, muitas dificuldades, a começar pela a água, muitas vezes ameaçados de sermos apedrejados pelos moradores, muita fome mais a fé em nós cresciam a cada dia na certeza de que Deus jamais iria nos abandonar como não nos abandonou e não nos abonará.
GJAP/C- Depois deste campo o senhor ainda dirigiu quantos campos?
Pr. Odiel – Temos passado por Cocal dos Alves, Jerumenha, Alegrete, Francinopólis, e Pajeú todos no Piauí.

Grupo Coral da Igreja AD na cidade de Lagoa de São francisco-PI

GJAP/C-Atualmente o senhor é o Pastor Presidente da AD na cidade de lagoa de São Francisco-PI, mas, terá que assumir um novo campo, daí então surge algumas perguntas: Como se encontrava a Igreja na época em que o senhor a assumiu?Como ela se encontra hoje?O que o senhor sente quando tem que deixar uma igreja que alimentou e viu crescer?
Pr. Odiel – Olha essa é uma pergunta um tanto difícil, mas vamos lá. Deus me deu um ministério de avivamento e restauração espiritual, quando chagamos nesse campo a igreja passava por algumas dificuldades nessas áreas, hoje pra glória do nosso Deus está mais equilibrada biblicamente. Quanto ao que sinto quando tenho que deixa uma igreja, hum, muita saudades dos irmãos que muito amo e que são a nossa família aqui no Piauí, e um pouco de preocupação em que ela permaneça avivada até a volta do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.    
GJAP/C- Pra finalizar: Qual sua mensagem para a Igreja AD na cidade de Lagoa de São Francisco-PI?Para os jovens obreiros e para aqueles que almejam o episcopado? E qual suas expectativas para 2011?
Pr. Odiel – Minha mensagem é a mesma do Apóstolo Paulo: Sejam firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor. Para os jovens, que não esmoreçam ante o mundo mal e finalmente para os obreiros, que procurem guardar os nossos humildes, mais inspirados ensinamento que Deus nos deu para vos dar e que não deixem morrer a chamada de Deus em suas vidas, pois o Kairós de Deus vai chegar pra cada um. Quanto a minha expectativa, é de muita saúde para continuarmos fazendo a obra do Nosso Deus e sempre alerta para a vinda de Cristo Jesus Nosso Senhor. Amém!

 GJAP/C-Encerramos a entrevista com o Pr.Odiel Lopes gratos e satisfeitos pela vida e obra deste dedicado servo de Deus.Ainda, podemos preconizar:
Pastor Odiel Lopes é vocacionado por Deus , há 15 anos tem dedicado-se á Obra de Deus no Estado do Piauí, iniciou e abriu igrejas, tem um trabalho missionário desenvolvido em parceria com sua esposa Eliene Lopes, é também cantor e músico, tenho dito pra muitos que o Pr.Odiel Lopes é dedicado na leitura e estudo sistemático da Bíblia Sagrada, hoje podemos afirmar que a Igreja Assembléia de Deus no Piauí tem um avivalista verdadeiramente pentecostal,ou seja, defensor das doutrinas verdadeiramente bíblicas.

domingo, 23 de janeiro de 2011

O Poder Atrativo/irresistível da Comunhão na Igreja

O ensino sobre comunhão é a idéia central e fundamental dos documentos ou registros bíblicos, desde o Concílio em Jerusalém, segundo Atos 15. A lição de 23 de janeiro focaliza esta idéia de koinonia trazendo a idéia de cooperação e relacionamento espiritual entre os cristãos, o que mais explica ou exemplifica esta comunhão fraternal (koinonia) é a figura metafórica do corpo, daí o conceito para comunhão, segundo a lição em apreço, expressar este conteúdo: Comunhão é o vinculo de unidade fraternal mantida pelo Espírito Santo e que leva os cristãos a se sentirem UM SÓ CORPO em Jesus Cristo. Ainda, segundo a lição em estudo, compreendemos que a base ou alicerce para esta Comunhão estar fortalecido e reside na UNIDADE:
Atos 2: 42
1- Unidade Doutrinária;
2- Unidade na própria Comunhão;
3- Unidade no Partir do Pão e;
4- Unidade nas Orações.
Os Frutos desta comunhão dependem de uma chuva abundante sobre a semente da UNIDADE, se plantarmos esta semente de unidade em nossos templos ceifaremos em quantidade:
1- Temor a Deus (At.2: 43 e Pv.1: 7);
2- Sinais e Maravilhas (At.2: 43);
3- Assistência Social (At.2: 44,45)
4- Crescimento (At.2: 47b)
5- Adoração (At.2: 47)

Segundo Willian Barclay a igreja de Deus é soma (corpo) e é composta de melos (membros), observe que de melos surge melodia, daí Willian Barclay enumera marcas da igreja em Jerusalém que fizeram ela (a igreja) ser notada naqueles dias, segue então a lista de Barclay na minha visão própria no esboço do pensador inglês:
1- Era uma igreja (corpo) que gostava de aprender;
2- Era uma igreja (corpo) que praticava a oração;
3- Era uma igreja (corpo) marcada pelo temor e reverência;
4- Era uma igreja (corpo) que adorava;
5- Era uma igreja (corpo) que via coisas maravilhosas acontecerem;
6- Era uma igreja (corpo) alegre;
7- Era uma igreja (corpo) que se fazia amada;
Aqui Barclay diz que a igreja não era marcada apenas pelo aghatos (boa), mas notada pelo kalos (desejável).
8- Era uma igreja onde existia e abundava a koinonia (comunhão);
Participação voluntária e alegre de todos em tudo quanto a igreja realizava.
9- Era uma igreja formada por um Corpo e composta de vários membros.
 A marca visível da Igreja e da presença do Espírito Santo em nosso meio estar na Unidade da Comunhão fratenal, que expressa o grande amor de Deus pelo mundo.Retratando a comunhão entre os Santos o português Camilo Castelo Branco escreve: O amor de Deus é inseparável do amor do próximo.É impossível no coração humano o incêndio suavíssimo do amor de Deus, quando o grito da miséria não desperta no coração a mágoa das aflições do próximo.